PONTO M - O que tudo mulher precisa
Boa noite. Brasil! Terça-feira 16 / 01 / 2018
REVISTA PONTO M - SUPERAÇÃO
As três fases de um câncer

Data da notícia: 2016-08-09 12:22:01
Rosana Murcia Baroni Paio, tem 48 anos e descobriu aos 42 que tinha câncer

Ninguém pensa que pode acontecer com você, mas a empresária Rosana Paio sentiu na pele o que foi passar por essa doença. Uma empresária bem sucedida. Era sócia e gerente operacional de uma grande empresa e vivia uma fase de muito estresse e cobrança nos seu dia-a-dia. “A fábrica estava ampliando e isso denotava um grande trabalho todos os dias. Me formei em administração, fiz minhas especializações e estava trabalhando sem hora para voltar para casa. Meus dias eram tomados por atividades cansativas, não tinha tempo pra mim”, disse a empresária.

O antes (2010)
Rosana disse que sempre cuidou de sua saúde, fazendo seus exames anuais e, foi assim que ela descobriu a doença. “Minha vida estava a mil, sem tempo para nada e foi em um autoexame na hora do banho eu percebi que tinha um caroço que eu nunca tinha reparado. Tomei decisões rápidas”, disse Rosana que contou que, na mesma semana, marcou um médico, fez ultrasson, mamografia e logo depois a biópsia. “Quando chegou o resultado da biópsia já parti para o médico que eu ia operar e já fiz a operação”, contou Rosana que no período de 30 dias após a descoberta do câncer, fez uma cirurgia que retirou parte da mama e realizou o esvaziamento axilar que retira toda a parte dos gânglios linfáticos da axila para o câncer não se espalhar para outros lugares do corpo.

O durante (2011)
Após a cirurgia, Rosana não parou de trabalhar e só contou o que passava para a família e os amigos mais próximos. “Eu estava passando por um momento que ainda era muito novo para mim e, para me proteger e completar o tratamento, os médicos decidiram que eu teria que fazer a quimioterapia e a radioterapia”, lembra Rosana que contou que passou por quatro difíceis ações. A retirada do câncer de mama, a quimioterapia, a radioterapia e um tratamento medicamentoso. Rosana falou sobre o medo que sentiu ao ter que encarar todos esses desafios. “Você fica naquela tensão ao receber o diagnóstico, um grande medo, porém, minha atitude foi de enfrentamento desde o primeiro momento. A minha atitude me ajudou muito, mas por dentro, eu sentia muito medo de tudo que eu ia passar. Eu não contava para todo mundo porque eu tinha que lidar com a atitude das outras pessoas que ficavam tristes e isso me deixava mal”.

Rosana disse que uma das fases mais difíceis do tratamento foi quando perdeu todo seu cabelo e os pêlos do seu corpo. “Na minha atitude de enfrentamento, cortei meu cabelo e fiz uma peruca com meu próprio cabelo e em um determinado dia acordei e o resto do meu cabelo tinha caído inteirinho enquanto eu dormia. Neste dia eu senti como se tivesse caído a ficha de que eu tinha câncer. Perdi todos os pêlos do meu corpo e até um vento que eu pegasse doía meu corpo”, disse Rosana que tentava se adaptar a sensibilidade que estava flor da pele.

“A quimioterapia me deixava muito mal, eu tinha momentos muito ruins. Eu me olhava no espelho e eu não reconhecia aquela pessoa. Eu via uma pessoa sem cabelo, sem sobrancelha e inchada. Eu pensava.. quem é essa outra mulher?”, disse ela lembrando da parte mais triste da doença. Rosana contou que, para superar essa fase frágil e delicada, sem o apoio do marido Marcos Alcides Paio seria impossível. “Ter o apoio do meu marido me cuidando e me acalentando me deu muita força para superar tudo aquilo. Ele sempre frisava que a aparência não tinha importância e que ele me amava de qualquer forma. O amor do meu marido me deu força para enfrentar tudo o que eu estava vivendo”, contou à entrevistada que frisou que o amor da família, do marido e dos amigos, é muito importante para quem está passando por um momento difícil.

O depois (2012)
Após ter o diagnóstico de cura do câncer, Rosana disse que teve que recuperar suas forças e começar a terceira fase da sua vida, o tratamento das doenças que a quimioterapia e a radioterapia trouxeram para ela. “Eu tive problema de tireóide, problemas cardíacos e osteoporose. Tive que tomar vitaminas e recuperar a minha saúde após o período do tratamento do câncer. Rosana contou que seu cabelo começou a crescer e totalmente diferente do que era antes e mais uma vez, ela não se reconhecia. “Ali nascia a terceira mulher da minha vida. Eu era uma em 2010 antes do câncer, eu me deparei com outra em 2011 e em 2012 eu conheci outra. Aí veio o grande divisor de águas na minha vida, as mudanças que eu faria após a minha cura do câncer”, contou.

Minha segunda chance
Rosana disse que após o diagnóstico de cura, parou para pensar no que faria da sua nova vida e decidiu que aquela vida de estresse em que vivia antes do câncer já não fazia mais parte dos seus planos e resolveu mudar totalmente. “Eu vi que eu poderia ter morrido. Vi várias pessoas que convivia morrer de câncer e eu estava viva e curada. Eu tinha uma segunda chance de fazer diferente”, lembra emocionada.

Rosana resolveu fazer todas as coisas que queria fazer e que aprendeu com a experiência. Ela contou que vendeu sua parte na empresa em que trabalhava, começou a estudar psicologia, que era um dos seus sonhos, e já se prepara para muito em breve trabalhar na área da Psicooncologia. “Acho que nada pode ser melhor pra mim do que ajudar pessoas com câncer. Eu convivi com essa doença durante anos, pois, mesmo curada, meu pai morreu de câncer. Eu enxergo tudo como uma oferta de Deus para mim. Ele me mostrou uma situação, me deu uma oportunidade e me indicou um caminho de eu fazer o que eu realmente gosto, tendo toda a vivência do que é passar por um câncer e poder ajudar quem passa por isso. Foram três anos de muita dor, mas desta dor saí dela outra pessoa, uma pessoa muito melhor”, disse Rosana.

Mensagem para as mulheres
Rosana deixou uma mensagem para as mulheres que estão passando pela mesma situação que ela passou. “Você pode estar vivendo um momento que parece uma tsunami onde tudo muda de lugar e você não sabe onde essa onda vai te levar mas, a fé que Deus está te cuidando é muito importante, pois só vai acontecer o que for da vontade dele. Deus faz a parte dele mas precisamos fazer a nossa que é você olhar para a sua experiência e ver o que você pode aproveitar dela. Não fique se lamentando por estar doente porque você está viva e você pode superar o que está passando. Tenha fé, perceba as coisas boas que vão acontecer na sua vida, mesmo vindo de uma situação ruim e siga o seu coração”, finalizou.



Compartilhe esta notícia com seus amigos:



VEJA OUTRAS NOTÍCIAS DA REVISTA PONTO M - A Revista Oficial das blogueiras
2018-01-16 18:51:50 - Manchete - E então, fiquei ruiva!
2017-11-27 15:11:27 - moda - Looks de Anitta são de sua parceria com C&A
2017-11-27 14:55:43 - Manchete - Nova Miss Universo é da África do Sul
2017-11-27 14:35:58 - necessaire - Marca Nati apresenta esmaltes com muito glitter
2017-11-27 14:23:28 - novidades - Bio Extratus reune time de blogueiras em feira de beleza
2017-10-10 10:19:47 - Manchete - Beauty Fair chega a Maceió e reúne grandes referências de beleza
2017-09-11 12:47:14 - moda - Clube Melissa traz sugestões para o Rock in Rio
2017-09-11 12:19:29 - dicas - A linha Shitake e seus benefícios
2017-09-11 10:46:43 - novidades - Vult apresenta lançamentos na Beauty Fair 2017
2017-09-10 22:49:38 - Manchete - Beauty Fair 2017 agita São Paulo em sua 13ª edição


Empresa Jornalística CP de Rondônia Ltda. - Todos os direitos reservados