GUERRA NA UCRÂNIA
Mulheres se preparam com coquetéis molotov para enfrentar soldados russos na Ucrânia

Data da noticia:

Grupos de mulheres passaram o sábado de 26 de fevereiro confeccionando coquetéis molotov, que pretendem usar para proteger a cidade de Dnipro, a quarta maior cidade da Ucrânia. Sem equipamentos militares, os civis se preparam para a chegada de soldados russos com armas improvisadas.

Sarah Rainsford, correspondente da BBC no leste europeu, diz ter encontrado professoras, advogadas e donas de casa em meio a garrafas, pedaços de tecido e combustível. Segunda ela, as moradoras da cidade diziam tentar não pensar muito no que estavam fazendo por se tratar de algo "assustador".

A cidade não foi invadida, mas já experimenta os horrores do conflito. O hospital militar com 400 camas está repleto de soldados feridos vindos de várias partes do leste do país. Revezando-se na porta da unidade, moradores trazem remédios, curativos e seringas. Tudo tem sido aproveitado.

Em um local próximo, virando a esquina, os homens da cidade fazem fila para se alistar para lutar. "As pessoas dessa cidade estão se mobilizando, mas eles dizem que não o fazem porque querem, mas porque não tem qualquer outra alternativa", diz a repórter da BBC.



Um produto da
Empresa Jornalística CP de Rondônia Ltda.
@Todos os direitos reservados