LANÇAMENTO
Com collab com Luísa Sonza, Dailus quer vender meio milhão de esmaltes em um mês

Data da noticia:

Na semana passada, a marca Dailus anunciou o lançamento de uma nova coleção de esmaltes em parceria com a cantora Luísa Sonza. Ao todo, são seis cores batizadas com nomes de músicas da cantora, que estão disponíveis no e-commerce e nos mais de 20 mil pontos de venda da Dailus. A collab é a segunda da marca de cosméticos com famosos. A primeira aconteceu em 2021, também com o lançamento de uma linha de esmaltes, mas em parceria com a influenciadora GKAY. A coleção, batizada de "Oxe, minha gente", vendeu 1 milhão em três meses.

A expectativa, porém, é que a linha de Luísa Sonza, venda 500 mil apenas no primeiro mês de lançamento. "Fizemos uma introdução de mais de meio milhão de esmaltes só no primeiro mês. Porém, não temos uma meta estabelecida. Entendemos que estamos apenas começando a contar essa história com a Luísa, então, não queremos limitar o potencial do negócio", diz Carolina Bertelli, Diretora de Marketing e Novos Negócios da Dailus.

De olho em um número cada vez maior de famosos que lançam suas próprias linhas de roupas, maquiagens e outros produtos, a Dailus criou uma marca exclusiva para colaborações, a Dailus Feat. "Desde então, passamos a buscar pessoas e marcas que compartilhassem dos mesmos valores conosco. Queremos oferecer a nossa estrutura e expertise para os influenciadores testarem a receptividade do seu público e, quem sabe, eventualmente, construir os próprios negócios com a gente", diz Carolina.

A parceria com a Dailus é a primeira da cantora Luísa Sonza que acumula mais de 29 milhões de seguidores no Instagram e outros 8 milhões de ouvintes mensais no Spotify. Em entrevista coletiva na última sexta-feira, 3, a cantora afirmou que a demora aconteceu porque ela é "bem chata" para realizar colaborações com marcas. "Eu venho recebendo algumas propostas há algum tempo, mas sempre fui muito chata e se via qualquer coisa que fosse contra meus valores desistia na hora. Teve projetos que estavam quase fechados e desisti porque não gostei da postura de alguém durante uma reunião", afirmou. Com informações do site Exame.



Compartilhe esta noticia com seus amigos:






Um produto da
Empresa Jornalística CP de Rondônia Ltda.
@Todos os direitos reservados